Queermuseu: Justiça nega pedido para reabertura

Uma ação movida por um cidadão de Pelotas, alegando que o enceramento traria risco de prejuízo foi negado pelo Tribunal Regional Federal da 4° Região (TRF-4), nesta segunda-feira (18).

A ação alega do risco de prejuízo aos cofres públicos, já que a exposição foi financiada pela União por meio da Lei Rouanet. Para o magistrado, o encerramento prematuro da exposição Queermuseu não evidência o alegado dano ao patrimônio artístico e cultural nacional. Ele ressaltou que as obras continuam íntegras, preservadas e acessíveis aos curadores.
Você já curtiu a página do O Cubo? Faça já parte e interaja com os outros leitores. Link para a página: 

https://www.facebook.com/ocuboblog

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s