Escola em Fortaleza é acusada de transfobia

Nesta quarta-feira (22), Mara Beatriz, mãe de uma adolescente transgênero, acusou a Escola Educar Sesc, em fortaleza. Mara Beatriz registrou ocorrência sobre o caso na Delegacia de Combate à Exploração da Criança e Adolescente (Dececa).

Na terça-feira (21), Mara Beatriz foi chamada para uma reunião na qual representantes da escola pediram que a família procurasse uma outra instituição de ensino para a adolescente. Em resposta, a mãe convocou as pessoas através de uma rede social para uma manifestação nesta quarta-feira.

A Escola Educar Sesc pediu desculpas e garantiu a matrícula da estudante transgênero no próximo ano.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s