CUIDADOS MAIS INDICADOS PARA CADA TIPO DE CABELO

A quantidade e variedade de lançamentos que prometem cabelos belos e impecáveis são de deixar qualquer uma perdida e a ponto de comprar tudo. Antes de sair passando um pouco de tudo nos fios, atenção: “primeiro conheça o seu tipo de cabelo e saiba o que é realmente necessário para limpá-lo e tratá-lo”. Afinal, há recomendações específicas para cada um. Segundo os dermatologistas, usar o produto errado pode não só trazer resultado diferente do esperado como prejudicar as mechas. A ordem e a forma de aplicação também variam: “Após a lavagem, com os fios ainda úmidos, passe primeiro o item mais cremoso (como creme para pentear ou BB Cream) para encorpar o cabelo. Parta depois para os óleos e os produtos de textura mais leve, como spray ou pó, que, além de serem usados em quantidades menores, vão apenas finalizar seu penteado.

Para ter um cabelo saudável, não basta escolher as grandes novidades à venda. É preciso selecionar os produtos mais indicados para os seus fios.

Liso/ondulado e seco

Como são: O cabelo considerado liso/ondulado é brilhante, maleável e desembaraça com facilidade. Já o tipo seco é mais arrepiado, um pouco mais difícil de pentear e costuma ter as pontas frágeis e quebradiças.

PASSO 1:

Xampu: Escolha um com pH equilibrado (essa informação consta no rótulo), por volta de 7, e aplique-o duas vezes por lavagem, recomenda os cabeleireiros.

PASSO 2:

Condicionador: Leia as letras miúdas da embalagem antes de escolher o seu. Procure por ativos como pantenol, pró-vitamina B5 e ácido hialurônico, que dão brilho e maciez.

PASSO 3:

Máscara: Em ambos os casos, use uma vez por semana, no lugar do condicionador. Invista nas versões que são apenas hidratantes, pois as nutritivas ou reconstrutoras pesarão demais.

PASSO 4:

Leave-in: BB e CC creams são ótimas pedidas, porque resolvem vários problemas de uma vez. Fique com uma fórmula de textura leve e que tenha proteção térmica.

PASSO 5:

Finalizador: Escolha um que dê forma ao fio, mas sem pesar demais, como a mousse (aplique o equivalente a uma bola nos fios úmidos). Para evitar arrepiados, óleo antifrizz ou sérum nas mechas já secas.

O que evitar: Xampu, condicionador e máscaras reconstrutoras (com queratina, por exemplo), assim como produtos muito oleosos, pois eles podem deixar um aspecto engordurado.

Misto e oleoso

Como são: O couro cabeludo produz muito sebo, deixando os fios gordurosos. No tipo misto, além disso, as pontas são secas.

Oleoso
Cabelo Oleoso

PASSO 1:

Hidratação pré-xampu: Aplique uma ampola aquecida em banho-maria nos fios secos a cada dez dias. Deixe por cinco minutos e lave.

PASSO 2:

Xampu: Ademir Júnior recomenda usar um tipo antirresíduos seguido da versão própria para fios mistos ou oleosos. Outra opção é aplicar essa versão duas vezes por lavagem.

PASSO 3:

Condicionador: Quanto menos leitoso, melhor. Os condicionadores clear, transparentes, são os mais indicados. Espalhe sempre a partir de quatro dedos da raiz.

PASSO 4:

Leave-in: Fuja das versões cremosas demais. Um BB Cream aplicado do meio do cabelo para as pontas já é suficiente.

PASSO 5:

Finalizador: Quando os fios secarem, borrife xampu a seco, que dá o aspecto de recém-lavado. Ou use pomada em pó para encorpar a raiz.

O que evitar: Além das máscaras, fuja de pomadas e sprays que dão brilho, eles têm vaselina e óleos minerais, deixando as mechas pesadas demais.

Cacheado

Como é: O formato causa maior atrito entre os fios, deixando-os mais rebeldes, e impede que a oleosidade chegue ao comprimento. Esse tipo exige mais atenção porque reage pior ao uso incorreto de produtos.

PASSO 1:

Xampu: Escolha um produto para seu tipo (1, 2A, 2B, 2C, 3A, 3B, 3C, 4A, 4B, 4C) que tenha ação antifrizz, de forma delicada para não acentuar o arrepiado.

PASSO 2:

Ampola ou máscara: Devem ter poder de hidratação e nutrição – use uma ou outra a cada sete dias. Se forem enriquecidas com óleos naturais, como abacate ou jojoba, melhor.

PASSO 3:

Condicionador: Opte por um da mesma linha do xampu e que estimule a formação dos cachos. Ativos reestruturantes, como queratina e pantenol, são indicados.

PASSO 4:

Leave-in: As melhores opções são cremes para pentear ou mousse para fios cacheados que tenham também ação hidratante. Use sempre “amassando” as mechas, de baixo para cima.

PASSO 5:

Finalizador: Um ativador de cachos em spray é ideal para remodelá-los ao longo do dia. Borrife um pouco de água junto e amasse-os novamente sempre que quiser.

O que evitar? Produtos de efeito mate, pouco hidratantes ou que ressecam (como o surf spray). Fuja, ainda, de fórmulas com amido e polímero acrílico, que dão mais volume.

Danificado

Como: É Ressecamento, falta de brilho, aspereza e tendência à quebra são características de fios que sofreram com excesso de química e uso constante de aparelhos de calor.

PASSO 1

Xampu: Produtos que tenham pH mais baixo, de 4,5 a 5. Assim, ele abre pouco a cutícula do fio, que já está sensibilizado, e não o danifica mais.

PASSO 2

Condicionador e máscara: Por uma semana, use, em todas as lavagens, uma máscara reconstrutora antes do condicionador (ele age fechando as cutículas do fio em seguida). Depois, aplique-a a cada sete dias.

PASSO 3

Ampola ou sérum reconstrutor : Deve ser à base de proteína e ceramidas, repositores de massa. Use uma vez por semana, em um dia em que não aplicar a máscara.

PASSO 4

Leave-in: Cremes ou leites para pentear com proteínas vegetais, como soja, seda e acácia, são boas opções. Escolha um com proteção térmica se for usar chapinha ou secador logo depois.

PASSO 5

Finalizador: Aposte em itens que realcem a luminosidade, como sprays de brilho, óleos reparadores à base de óleos essenciais, água e manteiga de karité.

O que evitar: Tudo o que tem álcool (como aerossóis e mousses) e sal (como o surf spray) deixa esse tipo de cabelo ainda mais poroso e ressecado. Prefira produtos à base de água.

Saiba também…

Um dos principais questionamentos é em relação a água fria – será que ela dá mais brilho aos fios? De acordo com a dermatologista Márcia Purceli, isso é verdade já que a água fria causa uma vasoconstrição e fecha a cutícula do cabelo, proporcionando mais brilho. A água quente, por outro lado, faz o contrário e abre a cutícula, danificando. Por isso, o ideal é usar água morna para lavar e finalizar com a fria.

Água fria
Água fria faz bem aos cabelos e dá brilho.

Outra coisa que também pode dar mais brilho ao cabelo é o vinagre, que é ácido e é mais próximo do PH do cabelo. Porém, existem produtos muito mais modernos que dão o mesmo efeito, ou seja, não há necessidade de usar o vinagre.

A especialista fala também sobre a maneira de lavar – algo que muita gente não sabe é que o xampu “cansa” do cabelo e, por isso, é bom trocar o produto a cada três meses ou quando os fios não estiverem mais respondendo tão bem. Outro hábito importante é usar o xampu e o condicionador da mesma marca e evitar passar o creme no couro cabeludo, o que pode aumentar a oleosidade e até piorar queda de cabelo ou caspa.

Leia mais notícias em ocuboblog.com e nos sigam nas redes sociais: FacebookTwitter e Instagram. Colabore com mais informações nos enviando através do telefone e WhatsApp (98) 98506-2064.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s