O príncipe indiano Manvendra Singh Gohil tornou seu palácio em abrigo para LGBT sem-teto. O príncipe desafia os constumes da Índia, onde a homossexualidade é ilegal. O palácio tem um terreno de quase 61 mil metros quadrados, para LGBTs em situação vulnerável, e iniciou a construção de mais edifícios para abrigar um número maior de pessoas.

Painting_of_Manvendra_Singh_Gohil

Manvendra Singh é o filho do marajá Rajpipla, em Gujarat, um estado do oeste da Índia. Em 2016, declarou sua homossexualidade, tornando-se o primeiro membro e único que se declara abertamente gay da família real indiana. O príncipe fundou a Lakshya Trust, uma organização dedicada a apoiar homossexuais e educar a população sobre maneiras de se prevenir o HIV.

Com a notícia sobre a declaração da homossexualidade do príncipe, houve reações acaloradas na Índia, onde as pessoas chegaram a queimar imagens suas nas ruas. Gohil já fez planos para que seu centro de acolhimento ofereça abrigo, educação sobre a prevenção do HIV, cuidados médicos e treinamento vocacional para seus hóspedes.

Leia mais Notícias em ocuboblog.com e nos sigam nas redes sociais: Facebook, Twitter e Instagram. Colabore com mais informações nos enviando através do telefone e whatsapp (98) 98506-2064