Nesta quarta-feira (14), a cidade Fukuoka começou a reconhecer casais homoafetivos em abril, tornando o sétimo município a fazê-lo, apesar da ausência de tal sistema a nível nacional.

Ao contrário dos casamentos oficiais, o reconhecimento não implica direitos ou obrigações legais, mmas espera-se que seja usado quando os casais alugam habitação administrada pelo cidade ou se consentimento de um membro da familia nos hospitais da cidade.

A cidade emitirá documentos autenticando juramentos de parcerias submetidos por casais de minorias sexuais.