Ativistas LGBTs são obrigados a exames anal em Camarões

Em Camarões, cinco ativistas LGBT foram condenados a retornar à prisão para exames anais. A polícia prendeu por trabalharem para a organização de direitos humanos HIV e LGBT+ Avenir Jeune de I’Quest em abril.

Os ativistas foram libertados depois que seu advogado argumentou que sua saúde mental seria prejudicada. Organizações, incluindo Global Fund. reuniram-se para conseguir que o advogado Jatan Ndongo negociasse a libertação deles.

A prática é descrita como uma forma de tortura pelas Nações Unidas. Camaraões é considerado um dos piores lugares do mundo para as pessoas LGBT, pois enfrentam prisões, violência, assaltos e assassinatos. Além de ser presas por serem homossexuais e pegar penas de até cinco anos.


Leia mais Notícias em ocuboblog.com e nos sigam nas redes sociais: Facebook, Twitter e Instagram. Colabore com mais informações nos enviando através do telefone e whatsapp (98) 98506-2064

Para O Cubo crescer, vamos precisar da sua ajuda. Seja patrão do blog dando um pequeno patrocínio.

https://www.catarse.me/ocubo?ref=project_link


Digite seu e-mail para assinar as notificações deste site

Junte-se aos outros seguidores de 2.292

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: