Em abordagem, PM quebra celular de jornal comunitário de Rio

Policiais criticaram reportagens sobre operações policiais, diz fundador

Integrantes do Voz das Comunidades, jornal comunitário do Rio de Janeiro, afirmam que um policial militar quebrou nesta quarta-feira um celular que pertence ao grupo.

Segundo Rene Silva, fundador do jornal, três integrantes da equipe foram abordados pela Polícia Militar por volta das 9h, quando faziam uma reportagem sobre uma operação policial no Complexo do Alemão.

“Nossa equipe foi abordada por policiais, que disseram que nós, do Voz das Comunidades, só falávamos mal da polícia. Nosso pessoal se sentiu ameaçado, outros policiais cercaram e um deles pegou o celular do bolso do nosso cinegrafista, jogou no chão e quebrou o telefone todo”, disse Rene, que não fazia parte do grupo abordado.

O fundador afirmou que os policiais também disseram que não queriam que o jornal continuasse a falar sobre as operações policiais.

Rene ainda disse que o grupo prestou depoimento e registrou ocorrência na 22º Delegacia de Polícia Civil.

Procurada, a Polícia Militar do Rio ainda não se manifestou.

Por Época.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: