Dica de lazer: Parque JoãoVale em Pedreiras é uma ótima opção para curtir com a família e amigos

Além de proporcionar aprendizados, o novo espaço é um ponto turístico para todo o país

Anúncios

Lazer, cultura e aprendizado. A cidade de Pedreiras, localizada no interior do Maranhão, ganhou recentemente mais um ponto turístico: o Parque João do Vale, homenageando este renomado artista maranhense. O novo espaço funciona como uma visita ao passado, estimula a construção de conhecimentos e propicia passeios incríveis com toda a família e amigos para relaxar. É uma
excelente dica para aliar relaxamento, diversão e aprendizagem sobre a vida e obra de um dos maiores artistas do país, que é natural de Pedreiras.

Dessa forma, o Parque representa um espaço para o compartilhamento de saberes e lazer, servindo como ponto atrativo para o Brasil, já que conta a história singular e inspiradora de João do Vale. Na sua estrutura, o Museu resgata a trajetória do artista, e a Praça Musical foi nomeada de “Pisa na Fulô”, como uma homenagem a uma das músicas do artista. Além disso, garantindo interação na Praça, o público pode fazer uso dos instrumentos que compõem toda a estética do espaço.

Quem deseja passear pelas incríveis memórias e obras culturais de João do Vale terá experiências únicas ao caminhar pelo Parque.  O lugar serve como ponto turístico para todo o Brasil à medida que eterniza o trabalho e produção cultural do músico e compositor. O Parque se consagrada como um ponto de valorização cultural da região e Estado, tendo sido visualizado e
realizado por apoiadores e incentivadores da cultura.

Anúncios

Laise Rabelo, Gerente de Relacionamento com o Cliente da Equatorial Maranhão, ressalta que a iniciativa engradece a cidade e país e que é um orgulho para a Equatorial Maranhão poder fazer parte deste grande marco à memória do maior artista maranhense, por meio do patrocínio via Lei de Incentivo à Cultura. Ela observa que a Distribuidora potencializa constantemente suas práticas de incentivos culturais. “O Parque já encanta e está com uma estrutura incrível para nós maranhenses e todos os brasileiros. Impulsiona a cultura, valoriza a nossa história, o lazer, o bem-estar da comunidade, a prática de esportes e o turismo. Aguardamos desfrutar das futuras manifestações artísticas”, externa a Gerente.

Com o novo Parque em Pedreiras, as possibilidades de utilização dos espaços construídos são muitas: apresentações culturais, manifestações folclóricas, entre outras opções, tudo pensado para proporcionar experiências transformadoras. Ciente da importância de fomentar a cultura em todas as suas manifestações, por meio da Lei de Incentivo à Cultura a Equatorial Maranhão participou da concretização do Parque, que contempla o Museu João do Vale.

Anúncios

Um pouco sobre a história de João do Vale

O artista João Batista do Vale, conhecido como João do Vale, nasceu na cidade de Pedreiras (Maranhão), no dia 11 de outubro de 1934. Aos 13 anos mudou para a capital maranhense. Sempre conectado à música, logo descobriu a paixão por esse universo, ainda na infância, mas teve que trabalhar para ajudar a família. Com o passar dos anos, conduzidos por muito trabalho duro, sua ascensão e destaque no ramo musical alcançou todo o país.  João produziu dezenas de músicas e algumas delas deram popularidade a muitos cantores: Peba na pimenta (com João Batista e Adelino Rivera), gravada por Ari Toledo, e Pisa na Fulô (com Ernesto Pires e Silveira Júnior) e a inesquecível “Carcará”, por exemplo.

João do Vale faleceu em São Luís no dia 06 de dezembro de 1996, sendo sepultado em Pedreiras.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: