TCE Cultural inaugura novo projeto na corte maranhense

O TCE-MA insere inovação em sua história e inaugura uma nova dimensão em seu arco de atuação. Entendendo que a valorização das práticas culturais fundamentam o caráter da identidade e diversidade cultural do Estado do Maranhão, a corte maranhense dá a largada em seu projeto TCE Cultural.

Anúncios

Esta sexta-feira, 12, marcará o início das atividades do projeto, sob a coordenação de uma equipe técnica, a partir das 10h, cuja programação contará com a abertura das exposições dos artistas plásticos Fábio Vidotti e Emiily Miranda, além de apresentação musical com os cantores Jane Matos, Svd Cavalcante, Neto Peperi, Well Matos, e os músicos Caê Dias e Ernildo.

“Com este projeto, o Tribunal de Contas do Estado do Maranhão dá um importante passo para a implementação de uma gestão sensível e comprometida com a valorização dos saberes e fazeres locais. Pretendemos estimular o desenvolvimento dos diversos segmentos artísticos como a música, as artes visuais, a cultura popular e demais manifestações culturais produzidas no Estado do Maranhão, oferecendo esses bens à sociedade”, explica o presidente do TCE, conselheiro Washington Oliveira.

Anúncios

O artista Fábio Vidotti inaugurará a exposição individual Experimentação e Cores, no Espaço de Convivência do prédio anexo do TCE-MA. Para ele, “esta mostra no Tribunal de Contas será de grande importância, não só para minha arte, mas também para o meio cultural da cidade”. A exposição, em cartaz de 12 de novembro a 13 de dezembro, contará com 35 telas produzidas com as técnicas acrílica e tinta óleo. “Com esta mostra, pretendo proporcionar ao público uma leitura de uma nova visão minha. Durante os últimos cinco anos venho observando o comportamento dos movimentos culturais de nossa cidade. Com este pensamento e através das cores, optei em traduzir alguns desses movimentos, como o bailado das penas do Bumba meu Boi, uma grande fonte de riqueza de cores e movimento”, detalha o artista.

Vidotti também ministrará a oficina Arte Livre. Sobre esse curso, ele diz que tem esse nome “porque não é necessário saber desenhar, será apenas uma forma de se exercitar a arte com liberdade e sem um compromisso de saber técnicas e desenho, uma forma de fazer arte com muita descontração”. A oficina será realizada no período de uma semana, de 17 de novembro a 24 de novembro, das 10h às 12h, com o público composto por servidores, gestores da Escola do Tribunal de Contas do Estado do Maranhão (Escex), com grupos de quatro a cinco pessoas por dia, para respeitar as normas e protocolos de segurança e saúde adotadas.

Anúncios

A equipe técnica do projeto TCE Cultural está sob a coordenação do cantor e compositor maranhense Cláudio Pinheiro, que integrou-se à equipe do tribunal imbuído da missão de conceber as propostas relativas aos temas artísticos. “O TCE Cultural é um projeto de arte concebido a partir da tridimensionalidade do ativo cultural: dimensão simbólica, dimensão econômica e dimensão cidadã. Vamos abordar a memória, o patrimônio, a educação patrimonial, educação ambiental, a economia criativa, os direitos aos bens e serviços culturais e à cidadania cultural”, detalha Cláudio.

Prata da Casa – O início das atividades do projeto TCE Cultural também contará com a exposição “NOSCE TE IPSUN” (Conhece-se a ti mesmo), simultânea a de Fabio Vidotti (12 de novembro a 13 de dezembro) de obras da servidora do tribunal Emily Gabrielle. A proposta da mostra, com dez trabalhos sob a técnica óleo sobre tela, consiste no aprofundamento dos traços fenótipos, na relação homem, animal e natureza e na cultura como apropriação coexistente à essência do indivíduo social.

Anúncios

A maranhense de 23 anos e natural de São José de Ribamar desenha desde criança, mas aos 20 anos decidiu aprofundar sua visão artística através da pintura. “Encontrei na arte não uma carreira profissional, mas uma forma de enxergar o cotidiano e as variações do mundo com um olhar insólito e percebi que não era necessariamente algo que eu carecia aprender inicialmente, mas sentir profundamente todos os dias”, diz Emily, que não possui certificações teóricas ou científicas na área.

Grande idealizador e incentivador da ideia, o presidente do TCE, conselheiro Washington Oliveira, está animado com o início das atividades. “As ações deste projeto pioneiro visam, antes de tudo, potencializar e fortalecer o ambiente institucional, por meio da cultura, além da aproximação deste tribunal com a sociedade em geral”, concluiu.

Leia mais Notícias em ocuboblog.com e nos sigam nas redes sociais: Facebook, Twitter, Telegram, Instagram e Tiktok. Colabore com mais informações nos enviando através do telefone e whatsapp (98) 98506-2064 ou pelo e-mail ocuboblog@gmail.com

Ou mande um pix para ocuboblog@gmail.com

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: