Festival francês Hors Pistes chega a São Luís com trabalhos audiovisuais de artistas nacionais e internacionais

Com o tema Ecologia das imagens, as obras serão expostas no CCVM até abril de 2022

Anúncios

O Centro Cultural Vale Maranhão – CCVM, em parceria com o Centro Pompidou e o Instituto Francêsrecebe, de 28 de dezembro de 2021 a 2 de abril de 2022, o Festival Hors Pistes – A ecologia das imagensHors Pistes é um festival de todas as formas de imagem, que reúne criações de diferentes linguagens: projeção, performance, instalação de vídeo, imagens da web efêmeras ou em andamento. Ele apresenta obras visuais internacionais que exploram o mundo em que vivemos e evidencia a interação sempre crescente entre o cinema e os outros campos artísticos.

Desde a sua criação pelo Centro Pompidou em 2006, o Hors Pistes tem se destacado no cenário nacional e internacional. O festival propõe diálogos entre produções de artistas francófonos e a cena artística do país em que é exibido. Cidades como Londres, Veneza, Barcelona, Sidney, Havana e Bruxelas já tiveram a experiência do festival. No Brasil, além de São Luís, receberão o festival as cidades de Belo Horizonte, Brasília, Curitiba, Porto Alegre e Rio de Janeiro. Para este ano, o Festival escolheu a temática A ecologia das imagens com o objetivo de determinar os sentidos possíveis entre as dimensões do visível e do invisível, presentes na riqueza visual do cotidiano.

Para a edição maranhense, a curadoria é assinada pelo diretor do CCVM, Gabriel Gutierrez. “Os vídeos propostos pelo Centro Pompidou propõem a reflexão sobre o uso das imagens para pensar a situação limite do mundo atual. A escolha dos trabalhos brasileiros, em diálogo, traz o contraponto da experiência local sobre essa situação. As escolhas técnicas e estéticas adotadas pelos artistas envolvidos, tensionam a forma de enxergar o fim e a reinvenção do mundo a partir da experiência do lugar onde se vive”, afirma Gabriel.

Anúncios

No CCVM, o Festival trará ao público, a cada mês, uma dupla de artistas formada por um nome internacional e um brasileiro. De dezembro a janeiro, expõem o francês Jacques Perconte, com a obra Le Tempestaire, e o brasileiro Iagor Peres, com Ali entre nós um invisível obliterante; em fevereiro, a artista francesa Sabrina Ratté traz para o festival a série de vídeos Floralia que fará dupla com Redundância, do carioca Wayner Tristão; e encerrando o festival em São Luís, de março a 2 de abril de 2022, o brasileiro Diego Ramos e o francês Seumboy Vrainom :€ expõem Tela Manono, Telas para estetizar a miséria, respectivamente.

Os trabalhos apresentados são resultado da pesquisa de artistas de diversas linguagens, que interpretam como as imagens, instantâneas e onipresentes na cena digital, conquistam espaços geográficos e mentais com duplicações, retoques e trocas num fluxo sem fim, representando um ecossistema próprio.

O Centro Cultural Vale Maranhão fica localizado na Av. Henrique Leal, 149, Praia Grande, Centro de São Luís e pode ser visitado de terça a sábado, das 10h às 13h e das 14h às 19h. Toda a programação do CCVM é gratuita.

Leia mais notícias em ocuboblog.com e nos sigam nas redes sociais: Facebook, Twitter, Telegram, Instagram e Tiktok. Colabore com mais informações nos enviando através do telefone e whatsapp/telegram (98) 98506-2064 ou pelo e-mail ocuboblog@gmail.com

Ou mande qualquer quantia pelo PIX para ocuboblog@gmail.com

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: