Quase 85% dos brasileiros já demonstraram algum tipo de carência excessiva em relacionamentos

Dependência, sofrimento e até golpes, saiba o que está por trás da carência afetiva, e os sinais para identificar essa doença mental

Anúncios

A carência afetiva se caracteriza como uma dependência acima do normal que uma pessoa sente por outra. Normalmente, é demonstrada por uma das partes em uma relação, porém, às vezes, mesmo após uma separação, o sentimento de carência e solidão são cultivados e persistem por um longo tempo, o que pode ocasionar crises de ansiedade e depressão.

A plataforma de atendimento online Fepo Psicólogos constatou que 84,6% dos brasileiros já demonstraram algum nível de carência excessiva em um relacionamento, com 14,6% afirmando que este foi o principal motivo para terminarem na ocasião. A pesquisa foi feita com pessoas de 18 a 55 anos, das cinco regiões do país, no começo do mês de fevereiro.

“Todos já vivenciaram a carência afetiva em algum grau em suas vidas, é aquela necessidade que temos em nos sentirmos amados e acolhidos. Mesmo as pessoas que podem ser consideradas frias e distantes pelos outros, também experimentam esse sentimento, mas é preciso permanecer atento para não se tornar algo prejudicial na vida”, explica Felipe Laccelva, psicólogo e CEO da Fepo Psicólogos.

Anúncios

Ainda de acordo com o levantamento, durante as sessões de terapia, cerca de 68% dos psicólogos afirmam que seus pacientes costumam trazer situações claras de carência afetiva.

5 sinais que uma pessoa está sofrendo de carência afetiva

O sentimento de carência acima do normal é capaz de afetar os relacionamentos de modo que a pessoa passe a fazer cobranças em excesso para receber carinho e provas de que é apreciada pelo outro, ou até mesmo amigos e familiares. 

Felipe destaca cinco principais sinais de que um indivíduo exibe de estar sofrendo de carência afetiva, são eles: 

  • Abrir mão de seus gostos e vontades por outra pessoa;
  • Desejo de agradar o outro a todo instante;
  • Medo constante de ficar sozinho (a);
  • Alta dependência;
  • Ciúmes elevado, que pode ser agressivo com o passar do tempo.
Anúncios

Além disso, o profissional ressalta que a pandemia ajudou a impulsionar os casos no Brasil, sendo um dos pontos que merecem atenção no pós-pandemia: “O isolamento social e a dificuldade de encontrar as pessoas que gostamos levou a um aumento dos casos de carência afetiva e outras doenças mentais como a ansiedade. Muitos brasileiros ficaram muito tempo sem ver os pais, familiares e amigos, junto com o sentimento de preocupação constante que a pandemia trouxe”, comenta Felipe.

Quais riscos a pessoa que sofre de carência afetiva está sujeita?

Uma das principais consequências para carência afetiva é estar exposto (a) emocionalmente e vulnerável a indivíduos que podem fazer mal. A pesquisa conduzida pela Fepo alerta para este cenário, com 52,9% dos entrevistados afirmando que já foram vítimas ou sofreram tentativas de golpes nos últimos anos, e o fato de não estarem com a sua saúde mental saudável foi determinante para isso ocorrer.

“A carência afetiva faz com que pessoas aceitem situações que normalmente não aceitariam. É fundamental buscar um psicólogo que vai ajudar a fortalecer a estrutura interna de modo que diminua essa necessidade de dependência dos outros, e para que consiga entender quais são as causas que geram esse tipo de comportamento. Hoje existem atendimentos online, que facilitam a busca por ajuda”, concluí Laccelva. 

Anúncios

Sobre a Fepo

Fundada em 2018 pelo psicólogo Felipe Laccelva, a Fepo é uma startup digital especializada em atendimentos psicológicos, com terapias a partir de R$38,00 e mais de 60 profissionais disponíveis. Desde o início da pandemia, já realizou mais de 27 mil sessões, resultando em um crescimento de 1870%. Para mais informações acesse https://www.fepo.com.br/

Leia mais notícias em ocuboblog.com e nos sigam nas redes sociais: Facebook, Twitter, Telegram, Instagram e Tiktok. Colabore com mais informações nos enviando através do telefone e whatsapp/telegram (98) 98506-2064 ou pelo e-mail ocuboblog@gmail.com

Ou mande qualquer quantia pelo PIX para ocuboblog@gmail.com

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: