Voltas às aulas: Aprenda a se livrar dos piolhos

Pediculus humanus capitis esse é o nome científico de um velho conhecido das mães que estão com filhos em idade escolar, os piolhos que costumam aparecer nessa fase sempre acabam levantando várias dúvidas, como por exemplo, como tratar e evitar que aconteça uma nova infestação.

Anúncios

A dermatologista do Sistema Hapvida, Valéria Cortez explica o que são na verdade esses piolhinhos. “O piolho é classificado como um inseto que se alimenta do sangue humano e se reproduz muito rápido. Eles se instalam na base do cabelo conhecido como folículo piloso. Nessa base é onde também eles colocam seus ovos (lêndeas) e se alimentam, além de ter a reprodução influenciada pela temperatura corporal”, pontuou.

É importante que assim que forem detectados os primeiros insetos na cabeça da criança, se inicie imediatamente o tratamento, para evitar uma proliferação muito maior, afinal de contas, eles conseguem se reproduzir rapidamente, uma vez que a fêmea adulta pode viver entre 3 e 4 semanas, sendo capaz de colocar 10 ovos por dia na vida adulta. “Os ovos são incubados pelo calor do corpo humano, podendo eclodir entre 8 e 10 dias”, explicou sobre a reprodução.

Anúncios

Transmissão dos piolhos

Os piolhos são transmitidos através do contato, principalmente, em aglomerações. Por conta disso, existe uma frequência maior de casos nas escolas, as crianças brincando, se uma delas estiver, muito provavelmente passará para todas as outras. É muito importante ressaltar que a transmissão do piolho não está relacionada com a falta de higiene.

Prevenção

A dermatologista orienta que seja evitado o compartilhamento de itens que tenham contato direto com a cabeça, como, por exemplo, pentes, chapéus, toalhas, grampos, capacetes e fones de ouvido. É recomendável mandar as crianças para escola com cabelos presos.

Não armazene roupas que possivelmente estejam infestadas de piolhos ou travesseiros ou cobertores em armários, mantenha escovas de cabelo ou outros utensílios submersos em água quente por 10 minutos.

Anúncios

Tratamento

“O tratamento convencional é feito à base de inseticidas piretróides de uso local como a permetrina. Após esse tratamento é indispensável o uso de pente fino, pois os medicamentos não eliminam as lêndeas”, explicou sobre o tratamento contra os piolhos.

Além dos medicamentos usados diretamente no couro cabeludo, existem também opções de tratamento via oral, lembrando também dos tratamentos caseiros que podem ser usados apenas como auxiliares, dando sempre preferência aos medicamentos próprios para o problema.

Leia mais notícias em ocuboblog.com e nos sigam nas redes sociais: Facebook, Twitter, Telegram, Instagram e Tiktok. Colabore com mais informações nos enviando através do telefone e whatsapp/telegram (98) 98506-2064 ou pelo e-mail ocuboblog@gmail.com

Ou mande qualquer quantia pelo PIX para ocuboblog@gmail.com

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: