Ação ‘Capelinha de São Benedito’ (MA) vence 34° Prêmio Rodrigo Melo Franco de Andrade

O Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), autarquia federal vinculada ao Ministério do Turismo e à Secretaria Especial de Cultura, realiza a cerimônia de entrega do 34° Prêmio Rodrigo Melo Franco de Andrade. O evento será online, com transmissão pelo canal do Iphan no Youtube, no dia 13 de abril, às 15h. 

Anúncios

Na ocasião, serão apresentados os 12 vencedores, que contarão um pouco sobre as ações desenvolvidas. Os contemplados são dos estados do Maranhão, Mato Grosso, Minas Gerais, Piauí, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo. 

São iniciativas com temáticas relacionadas à memória, gestão do Patrimônio Cultural, difusão e valorização do saber popular, dentre outros voltados para a preservação e salvaguarda do Patrimônio Cultural do Brasil. 

A cerimônia oficializa a entrega do prêmio aos selecionados. Dez foram contemplados com premiações de R$ 20 mil e outras duas ações com menções honrosas. As iniciativas também receberão certificado e selo do Prêmio Rodrigo 2021. 

Anúncios

“As ações premiadas demonstram o quanto nossa cultura é diversa. Reconhecer a relevância dessas iniciativas faz parte da missão do Iphan, que é cuidar e difundir o Patrimônio Cultural, em todas as suas formas e lugares do Brasil”, ressalta a presidente do Iphan, Larissa Peixoto. 

O Prêmio Rodrigo 

As 12 ações vencedoras do Prêmio Rodrigo Melo Franco de Andrade 2021 foram anunciadas em 10 de dezembro do ano passado.   

“Recebemos mais de 400 candidaturas, de todo o país. Todas significativas da riqueza cultural que temos”, destaca o diretor do Departamento do Cooperação e Fomento do Iphan (Decof), Tassos Lycurgo. “Analisamos com base na excelência, inovação e originalidade apresentadas, considerando também a mobilização da comunidade e a visão ampla sobre o Patrimônio Cultural”, acrescenta. 

Anúncios

O Prêmio Rodrigo Melo Franco de Andrade reconhece ações de preservação e salvaguarda do Patrimônio Cultural brasileiro. É realizado desde 1987 e se consolidou como o principal concurso do país voltado para a valorização do Patrimônio Cultural. Em sua 34ª edição, o prêmio faz homenagem ao Patrimônio Cultural do Nordeste, mas contempla propostas de todo o território nacional.  

Em 2021, o concurso passou a premiar ações que se adaptaram ao contexto da pandemia. Além disso, os conceitos de patrimônio material e imaterial foram integrados em uma única categoria. 

Confira as ações vencedoras do 34º Prêmio Rodrigo Melo Franco de Andrade: 

CATEGORIA 1 – Iniciativas de excelência na integração entre as dimensões material e imaterial do patrimônio cultural – com resultados no ano de 2019 e 2020 

Anúncios

Construindo o Museu que eu quero – Santa Catarina (SC) 

Ação educativa que busca fortalecer a conexão do Museu Antonio Selistre de Campos, em Chapecó (SC), com a sociedade. É focada em ouvir o público infantil, o que mais visita o local. A ideia é tornar a história mais próxima da vida cotidiana das crianças, possibilitando a compreensão e identificação com os aspectos culturais dos povos que formaram a região. 

Feira da Mandioca de Imbituba – Santa Catarina (SC) 

A iniciativa envolve a proteção e salvaguarda do patrimônio material e imaterial presente no Sistema Agrícola e Pesqueiro Tradicional dos Areais da Ribanceira (Saptar), em Imbituba (SC). A feira proporciona um espaço para capacitação, entretenimento e comércio.  Os produtos oferecidos são fruto da integração e relação dos saberes e fazeres, presentes nas práticas agrícolas e pesqueiras em diversos campos: na gastronomia, no artesanato, na religiosidade e nas manifestações artísticas do Saptar. 

Anúncios

Musealização da Cultura Material e Imaterial do Antigo Povoado Zabelê – Piauí (PI) 

A ação tem o objetivo de coletar, pesquisar, salvaguardar e comunicar a memória e a cultura do antigo povoado Zabelê, localizado no atual Parque Nacional Serra da Capivara (PI). Reúne registros da cultura material e imaterial produzidos pelos moradores num centro de memória nomeado Museu Zabelê (Muzab). 

Oficina Modos de Fazer Viola de Cocho – Mestre Alexandre – Mato Grosso (MT) 

A iniciativa ensina as principais técnicas, ferramentas e materiais utilizados na construção de instrumentos tradicionais como a viola-de-cocho, mocho e ganzá, presentes nas principais manifestações culturais de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. Possibilita a compreensão acerca dos fazeres e usos desses instrumentos na construção da identidade cultural pantaneira. 

Anúncios

Capelinha de São Benedito – Maranhão (MA) 

A ação tem como foco a salvaguarda das manifestações culturais maranhenses, desenvolvidas a partir da revitalização da Praça da Faustina e da construção da Capelinha de São Benedito, localizadas no Centro Histórico de São Luís (MA). Ponto de referência da cultura popular do Maranhão, o local é fonte de difusão do Tambor de Crioula e de atividades que reúnem grupos artísticos locais, turistas, moradores e a comunidade para celebrar a tradição local. 

Plano de Gestão do Patrimônio Cultural de Ilhabela – São Paulo (SP) (Menção honrosa) 

A iniciativa é voltada para o desenvolvimento de projetos e ações na pesquisa, proteção e promoção do patrimônio material e imaterial. Possibilita a instrumentalização do poder público para a gestão de seu patrimônio. Envolve a realização de inventários, organização de acervo, ações de Educação Patrimonial, divulgação do patrimônio local e elaboração de norma jurídica na área. 

CATEGORIA 2  Iniciativas de excelência na preservação e salvaguarda do patrimônio cultural adaptadas ao contexto da pandemia – com resultados no ano de 2020 

Anúncios

Conservação! Videoaulas Atecor – Santa Catarina (SC) 

A proposta oferece, por meio das redes sociais, capacitação em conservação de acervos para profissionais que atuam em museus, arquivos, memoriais, bibliotecas e outras instituições semelhantes. O conteúdo é disponibilizado online e gratuitamente, promovendo o distanciamento social ao mesmo tempo em que contribui com a preservação do Patrimônio Cultural catarinense e brasileiro. 

Reinado de Nossa Senhora do Rosário, São Benedito e Santa Efigênia em Santo Antônio do Monte (MG), em 2020, adaptado ao formato de lives – Minas Gerais (MG) 

Por meio de ferramentas online, a ação dá continuidade ao Reinado de Nossa Senhora do Rosário, São Benedito e Santa Efigênia, festa tradicional em Santo Antônio do Monte (MG). A iniciativa adaptou os ritos da celebração antes realizados nas ruas, igrejas, bares e residências para um formato que atendeu às normas sanitárias, sem causar prejuízo à festividade. 

Anúncios

Patrimônio Cultural e Turismo de Base Comunitária (TBC) – a metodologia do Projeto Tekoá Pirá para a preservação da cultura tradicional da Ilha – Santa Catarina (SC) 

Propõe metodologia a partir do Turismo de Base Comunitária para preservação cultural e ambiental do território. O objetivo é permitir a continuidade da salvaguarda participativa da Pesca Artesanal da tainha no Campeche, em Florianópolis (SC), durante o período de isolamento social. 

Arquitetura Neocolonial em Santa Catarina: do erudito ao popular – Santa Catarina (SC) 

A iniciativa desenvolve material técnico acerca da produção da arquitetura neocolonial e seus impactos na construção da identidade das cidades de Santa Catarina (SC). O trabalho considera a popularização desse estilo em todo o estado, tendo como área de inventário piloto a capital Florianópolis. 

Anúncios

Festa de Sant’Ana de Caicó – Patrimônio Cultural Brasileiro – Rio Grande do Norte (RN) 

O Fórum “Festa de Sant’Ana de Caicó – Patrimônio Cultural do Brasil” reuniu gestores, pesquisadores e comunidades para debater a relevância da celebração potiguar registrada como Patrimônio Cultural do Brasil. Realizado por meio de plataforma virtual, o evento promoveu o debate em torno do que é patrimônio imaterial e a importância do envolvimento da sociedade nas ações de salvaguarda. 

Canteiro Aberto EnCena – Theatro Sete de Abril – Rio Grande do Sul (RS) (Menção honrosa) 

A iniciativa buscou integrar a comunidade de Pelotas (RS) no restauro do Theatro Sete de Abril, um dos mais antigos em funcionamento no país. Teve como objetivo a participação ativa da sociedade na preservação e salvaguarda do Patrimônio Cultural. Por meio de apresentações online envolvendo arte, expressões culturais e tradicionais da região, movimentou e democratizou a cena cultural em meio à pandemia de covid-19. 

Leia mais notícias em ocuboblog.com e nos sigam nas redes sociais: Facebook, Twitter, Telegram, Instagram e Tiktok. Colabore com mais informações nos enviando através do telefone e whatsapp/telegram (98) 98506-2064 ou pelo e-mail ocuboblog@gmail.com

Ou mande qualquer quantia pelo PIX para ocuboblog@gmail.com

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: