De volta às raízes através de um livro. Maranhense, radicada há 33 anos na Suíça, lança obra em São Luís

Samaritana Pasquier conta sua trajetória de superação em obra que terá lançamento em São Luís.

Anúncios

“Do Brasil à Suíça? – A superação de uma mulher migrante”, da escritora Samaritana Pasquier, Viegas Editora, terá lançamento em São Luís (MA), no próximo dia 20 de abril, quarta-feira, às 20h, na Livraria e Espaço AMEI – São Luís Shopping (Jaracaty).

Trata-se uma inspiradora obra autobiográfica que retrata, com muita sutileza e elegância, experiências vividas pela autora desde a infância no município de Coelho Neto, onde nasceu, no Maranhão, até a migração e integração na cultura de um país distante, considerado um dos mais charmosos e seguros do Mundo.

Anúncios

Samaritana Pasquier está radicada na Suíça há 33 anos, entre outros estudos, é professora de francês para adultos migrantes. Esse seu engajamento atual é para ela, uma maneira de dar sua parcela de contribuição à integração dos migrantes vindos de horizontes diversos, no contexto migratório suíço. Seguir essa trilha é uma forma lógica de retribuir um pouco, de tudo o que ela recebeu do seu país de adoção.

No prólogo do livro, ela diz: “Migrar é trazer consigo sua história pessoal, mas também a história coletiva de um povo, de um país. Quis partilhar minhas reflexões oriundas desse processo de convivência intercultural e como me situo nesse contexto”.

Ela vem de uma família numerosa, de 16 filhos, pais separados, de origem humilde, e que desde muito cedo aprendeu a ter fé e coragem para lutar pela sobrevivência. O livro tem 125 páginas, dividido em 16 capítulos, entre temas que nos imergem a uma inspiradora história de vida que através da leitura nos provoca várias sensações e sentimentos, do riso ao choro, dentro de narrativa leve, emocionante e muito sincera.

Anúncios

O prefácio (em francês e português) é assinado pelo embaixador suíço Jean-Jacques Pierre Argeu de Dardel. “Quando a pobreza se junta a um ambiente desestruturado e constantes dramas, o sol do sertão deixa de iluminar: ao contrário, ele queima, seca e racha, sem retirar os lamaçais das margens de rios turbulentos. No entanto, é em cenários trágicos como esse que surgem as pessoas mais generosas. Samaritana é uma delas: dotada de uma resiliência indomável e de uma força de caráter, aliada a uma inteligência sagaz, ela soube construir um caminho entre as armadilhas da vida e se desvencilhar de sua ingrata condição de início”, pontua logo ao primeiro parágrafo.

Samaritana canta em sua alma, os versos e melodias, e constrói a cada passo a partitura de sua vida como se fosse um dos mais belos concertos de uma orquestra clássica.

Leia mais notícias em ocuboblog.com e nos sigam nas redes sociais: Facebook, Twitter, Telegram, Instagram e Tiktok. Colabore com mais informações nos enviando através do telefone e whatsapp/telegram (98) 98506-2064 ou pelo e-mail ocuboblog@gmail.com

Ou mande qualquer quantia pelo PIX para ocuboblog@gmail.com

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: