DPE lança projeto para fortalecer vínculos afetivos entre mães privadas de liberdade e seus filhos

A Defensoria Pública do Estado, por meio dos Núcleos de Execução Penal (NEP) e o de Defesa da Criança e do Adolescente (NDCA) lançaram, na manhã desta segunda-feira (16), na Unidade Prisional Feminina de São Luís, o projeto “Maternagem, cárcere e afeto”.

Anúncios

A iniciativa, realizada em parceria com a Secretaria de Estado da Administração Penitenciária (Seap), tem como objetivo estimular e fortalecer os vínculos entre mães privadas de liberdade e seus filhos, de forma que eles possam exercer os seus direitos integralmente.

As defensoras Maiele Morais, Caroline Nogueira e Suzana Castello Branco, do NEP, e o defensor público Davi Rafael Veras, do NDCA, conduziram as atividades, acompanhados das assistentes sociais Lila Barbosa e Yasmim Pereira, e da psicóloga Patrícia Oliveira. 

O evento, também alusivo ao Mês das Mães, foi marcado pela realização de uma roda de diálogo, que reuniu 12 mulheres privadas de liberdade, cujos familiares moram na Ilha. Elas foram selecionadas e vão receber a equipe da Defensoria em visitas domiciliares.

Anúncios

A intenção é fazer um diagnóstico social das famílias, tendo como foco os filhos. Serão levantadas questões como registro civil, guarda e alimentos, acesso à saúde, à educação, dentre outros.

“Tivemos uma manhã muito produtiva, de início das atividades desse projeto.  Nossa intenção é estimular a convivência familiar entre mães e filhos, oferecendo atenção e cuidados integrais a ambos”, explicou a defensora Maiele Morais.    

Reiterando o suporte do NDCA às ações do projeto, o defensor Rafael Veras falou da atuação conjunta com o NEP. “É uma parceria entre os núcleos especializados que visa analisar a mulher encarcerada na sua integralidade e o direito dos seus filhos”, destacou.

Anúncios

Durante a roda de diálogo, foram realizadas muitas dinâmicas. Tudo para deixar as mulheres mais à vontade para se manifestarem sobre a maternidade. Muitas falaram sobre a alegria de ser mãe, mas também sobre os desafios de manter uma família, privadas do contato com os filhos.

O lançamento do projeto “Maternagem, cárcere e afeto” também integrou a programação alusiva ao Mês da Defensoria Pública, cujo tema deste ano é “Onde há Defensoria, há justiça e cidadania”.

Leia mais notícias em ocuboblog.com e nos sigam nas redes sociais: Facebook, Twitter, Telegram, Instagram e Tiktok. Colabore com mais informações nos enviando através do telefone e whatsapp/telegram (98) 98506-2064 ou pelo e-mail ocuboblog@gmail.com

Ou mande qualquer quantia pelo PIX para ocuboblog@gmail.com

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: