Arquivo da tag: Verão

Confira 10 dicas de saúde para o verão

Alimentação e a pele merecem atenção especial durante a estação mais quente do ano que começa nesta quarta-feira (21)

Anúncios

O verão está chegando, com seus dias ensolarados e de muito calor. Para curtir com saúde e responsabilidade a estação mais quente do ano, é importante adotar alguns cuidados básicos, já que algumas infecções, queimaduras e outras doenças se tornam mais frequentes.

“Um dos itens prioritários da lista é a pele, que fica mais exposta aos raios solares, UVA e UVB, principalmente no período festivo e de férias, onde as praias, piscinas e rios ficam lotados. Além das queimaduras momentâneas, que podem estragar o seu momento de lazer, há ainda o risco do câncer de pele, tipo mais frequente da doença no Brasil”, alerta Gisele Abud, médica e diretora Técnica da Unidade de Pronto Atendimento 24h (UPA) Zona Leste, em Santos.

Anúncios

A unidade, que pertence a rede pública de saúde da Prefeitura de Santos, sendo gerenciada pela entidade filantrópica Pró-Saúde, está localizada na região litorânea do estado de São Paulo e atua como referência para urgências em Clínica Médica, Ortopedia, Pediatria e Odontologia.

Os raios UVA, que respondem por cerca de 95% da radiação emitida pelo sol, são os mais preocupantes para a saúde, pois estão presentes todos os dias e atingem camadas profundas da pele. Já o UVB, é comum nas estações mais quentes, como o verão, e atinge camadas superficiais da pele, causando vermelhidão e queimaduras.

“A diferença entre eles está, principalmente, na profundidade dos danos causados por cada um na pele. É muito importante usar protetor solar com fator de proteção e quantidade adequadas, evitar os horários de maior incidência do sol e utilizar roupas e acessórios para complementar a proteção”, orienta a profissional.

Anúncios

Outro ponto de atenção é em relação à alimentação. “Qualquer alimento preparado com muita antecedência e não armazenado de forma apropriada, ou sem os cuidados de higiene adequados, pode servir como meio de cultura para as bactérias, ocasionando quadros de intoxicação alimentar”, explica Gisele. “Por isso, nesta época de altas temperaturas é necessário ter uma atenção redobrada com a higienização, o preparo e o armazenamento dos alimentos”, complementa.

A intoxicação alimentar pode apresentar desde sintomas leves e moderados, que variam entre dor abdominal, náuseas, vômitos e diarreia – ocasionando desidratação –, até casos mais extremos, com quadros abdominais graves com risco de paralisia muscular, com consequente parada respiratória.

É essencial ter atenção aos alimentos consumidos, dando prioridade para os ricos em água – para favorecer a hidratação – , e de fácil digestão, como as frutas, legumes e verduras. “Evite os alimentos com alta densidade calórica ou muito gordurosos, como frituras, já que são mais difíceis de serem digeridos e por isso podem causar desconforto e mal-estar”, enfatiza a diretora da UPA.

Anúncios

Para se manter hidratado, o recomendado é ingerir, pelo menos, dois litros de água diariamente. Temperatura, exposição solar e atividade física são os fatores mais comuns que aumentam o volume de água necessária a ser reposta no organismo. “É importante lembrar ainda que o consumo excessivo de bebidas alcóolicas também favorece a desidratação, por isso, além de beber moderadamente, é importante intercalar com o consumo de água”, orienta Gisele.

Em regiões litorâneas como a Baixada Santista, vale ainda o alerta em relação aos afogamentos. “A maioria das mortes ocorre porque as pessoas ignoram os riscos, não respeitam seus limites pessoais e não sabem como agir nessas situações”, lembra a médica. No Brasil, as principais causas de afogamento nas praias são a ingestão de bebidas alcoólicas, correntes de retorno, depressão no fundo das praias e o impacto das ondas, que arremessa o banhista para baixo.

Anúncios

Confira as dez principais orientações para curtir o verão com responsabilidade e cuidar da saúde:

– Use e abuse do protetor solar, com atenção à quantidade e fator de proteção;

– Complemente a proteção com acessórios como guarda-sol, chapéus, bonés e óculos de sol;

– Mantenha a pele limpa e seca, retirando o excesso de sal e areia, para evitar reações alérgicas e infecções;

– Consuma bastante água e mantenha-se hidratado;

Anúncios

– Cuidado com alimentos calóricos e gordurosos, que podem ser de difícil digestão;

– Dê preferência para comidas mais leves e ricas em nutrientes e sais minerais, como frutas e legumes;

– Cuidado com o manuseio e armazenamento de alimentos, mantendo a refrigeração necessária;

– Não entre no mar/piscina logo após comer;

– Atenção ao consumo de bebidas alcóolicas, além da saúde, isso é essencial para evitar acidentes;

Anúncios

– Cuidado ao entrar em mar, piscina ou rios. Mesmo sabendo nadar, siga sempre as orientações dos guarda-vidas e placas de sinalização.

Leia mais notícias em ocuboblog.com e nos sigam nas redes sociais: Facebook, Twitter, Telegram, Instagram e Tiktok. Colabore com mais informações nos enviando através do telefone e whatsapp/telegram (98) 98506-2064 ou pelo e-mail ocuboblog@gmail.com

Ou mande qualquer quantia pelo PIX para ocuboblog@gmail.com

Saúde íntima no verão: quais cuidados ter para evitar doenças ginecológicas

Atenção com a higiene, roupas, uso de maiôs e biquínis molhados

Anúncios

A região íntima da mulher requer cuidados em todas as épocas do ano, e durante o verão – que inicia dia 21 de dezembro e vai até 20 de março de 2023 – a atenção precisa ser ampliada devido às temperaturas altas que destroem as bactérias que protegem a flora vaginal e favorecem o aparecimento de microorganismos que podem gerar doenças ginecológicas, é o que explica o ginecologista e obstetra, Francisco Mota.

“Vivemos num lugar quente. É normal que as mulheres passem tempo na praia e piscina. Naturalmente, pelo banho vai aumentar a umidade na região íntima, sendo um ambiente oportunista para proliferação de fungos. Essa exposição a roupas úmidas por longos períodos pode aumentar o risco das infecções da vulva e vagina (vulvovaginite), isso porque as temperaturas mais elevadas acabam destruindo os lactobacilos que são as bactérias que protegem a flora vaginal”, informa.

Anúncios

O especialista acrescenta que a principal patologia no verão nas mulheres é a candidíase, que é uma infecção que provoca coceira intensa, vermelhidão e corrimento. O público feminino precisa ficar atento aos hábitos de higiene nesta época, acrescenta Francisco Mota, que também é professor e coordenador adjunto do curso de Medicina da Unex, em Feira de Santana. 

A região vaginal possui a própria proteção, que é constituída de bactérias que equilibram o pH, por isso a escolha do sabonete íntimo é importante. “O pH ácido deve ser abaixo de 7, respeitando as propriedades naturais de defesa da região. A ducha também não deve ser usada pois ela destrói as bactérias protetoras do local. O sabonete íntimo deve ser utilizado para lavar a vulva, na região externa da vagina. Optar também por um sabonete neutro”, orienta.  

Anúncios

A mulher também precisa prestar atenção nas roupas,maiôs e biquínis molhados durante o verão para não aumentar os índices de infecção. “Se vai passar um dia inteiro na praia ou piscina, é ideal levar dois trajes de banho para se trocar e não ficar com a roupa molhada o tempo inteiro. Se não vai mais entrar na água, coloque uma roupa seca. As calças jeans e roupas apertadas abafam a região íntima e faz com que a vulva não respire adequadamente, favorecendo o crescimento de fungos e bactérias, por isso optar por roupas arejadas”, recomenda o especialista Francisco Mota.   

O professor do curso de Medicina da faculdade em Feira de Santana enfatiza que no período mestrual é importante que a mulher troque o absorvente quando estiver cheio, pois o ambiente é propício para o crescimento de bactérias também. “Atenção ao uso de protetores diários, que podem deixar a vulva mais úmida que o normal. Faça consulta com seu ginecologista regularmente. É essencial procurar orientação médica para receber as instruções necessárias para o tratamento de problemas ginecológicos”, esclarece. 

Leia mais notícias em ocuboblog.com e nos sigam nas redes sociais: Facebook, Twitter, Telegram, Instagram e Tiktok. Colabore com mais informações nos enviando através do telefone e whatsapp/telegram (98) 98506-2064 ou pelo e-mail ocuboblog@gmail.com

Ou mande qualquer quantia pelo PIX para ocuboblog@gmail.com